Nos siga nas redes sociais

Luxo

Top 10 mulheres mais ricas do Brasil

Nesta seleção estão as 10 mulheres mais ricas do Brasil, de acordo com a Forbes, revista de negócios e economia americana. O que impressiona é a influência, poder, e claro, a fortuna dessas mulheres, que apresentam sucesso em diversos ramos, como em indústria, construção, finanças, entre outros. Algumas se destacam até entre as mulheres mais ricas do mundo.
**Algumas fotos não são atuais, nem tão poucas as disponíveis internet. Talvez por questão de segurança, evitam aparição para as câmeras. Para não expor muito, deixei as imagens em preto-e-branco.



Top 10 mulheres mais ricas do Brasil

10°

Lilian Werninghaus – 1 bilhões de dólares

Lilian Werninghaus
Lilian Werninghaus é viúva de Geraldo Werninghaus, sócio e fundador da WEG, grande fabricante de motores no mundo. Ela é viúva e herdeira do marido, que até o fim dos anos 80 estava envolvido com negócios da WEG. No ano 1989, Geraldo começou a carreira pública, atuando como vereador, prefeito de Jaraguá do Sul e ainda deputado estadual.

Daisy Igel – 1,1 bilhões de dólares

Sem foto - mulheres mais ricas
Daisy herdou em torno de 8% da Ultrapar, empresa brasileira com distribuição de combustíveis e produção petroquímica. Também através de suas holdings controla a Ultragaz, BrasilGaz, Ipiranga, drogarias Extrafarma e especialidades químicas com a Oxiteno. É filha do fundador desta empresa, Ernesto Igel, e também irmã da Pery Igel.
Daisy não está envolvida na gestão da Ultrapar, sendo arquiteta e residindo no Rio de Janeiro.

Lia Maria Aguiar – 1,1 bilhões de dólares

Lia Maria Aguiar
As irmãs Lia e Lina, gêmeas de 79 anos, brigam na justiça até hoje pelos bens deixados pelo seu pai. Esses bens não incluem o Bradesco, pois em testamento de Amador Aguiar, a empresa seria controlada pela Fundação Bradesco (entidade). A briga é por um acordo feito a 30 anos atrás, que daria a elas mais de 1 bilhão. Os bilhões que tem atualmente, a principio seria de uma espécie de “doação” feito pelo pai em vida.
Lia Maria Aguiar é conhecida por ser decidida, forte e sonhadora. A vida de Lia é marcada pela filantropia e simplicidade, residindo em Campos do Jordão, ambiente em que se recorda da adolescência e do pai.
A herdeira do banco Bradesco criou a Fundação Lia Maria Aguiar, trabalho de dedicação com 800 crianças, envolvendo a comunidade carente. Ocupa a nona posição entre as 10 mulheres mais ricas do Brasil.

Lina Maria Aguiar – 1,3 bilhões de dólares

Lina Maria Aguiar herdou heranca de pai fundador do bradesco
Lina e Lia Maria Aguiar, ocupam a 8° desse ranking, a história das duas irmãs se resumem na mesma. Elas são duas das 3 filhas adotivas de Amador Aguiar, fundador do Bradesco, que não tiveram herança no testamento, mas brigam a anos na justiça por aproximadamente 1% do valor do banco que atualmente esta em R$173 bilhões.
Depois da morte do pai, a viúva tentava exumação do corpo de Amador para obter provas da não paternidade em relação à Lina e suas irmãs, para ter a desqualificação de herdeiras. Não houve permissão pelo juiz da realização do teste de DNA, encerrando a disputa.

Ana Maria Marcondes Penido Sant’Anna – 1,5 bilhões de dólares

Ana Maria Marcondes Penido Sant Anna ccr
Ana é filha de Penido, e possui 12% da CCR, maior operadora brasileira de rodovias pedagiadas, participação com avaliação em 1,5 bilhões de dólares. Depois de contabilidade de dividendos e do desempenho do mercado, Ana é controladora, provavelmente, da carteira de investimentos de ao menos 400 milhões de dólares, segundo ranking da Bloomberg.

Ana Lúcia de Mattos Barretto Villela – R$ 1.7 bilhões

Ana Lucia de Mattos Barretto Villela um das brasileiras mais ricas
Ana Lucia de 43 anos, é membra de uma das mais tradicionais e antiga família do setor econômico do Brasil, hoje ela é a maior acionista individual do Banco Itau-Unibanco (Itausa), em conjunto com seu irmão Alfredo, cada um tem 7,2% dessa holding que esta avaliada em R$ 252 bilhões, assim sendo o maior banco privado do pais e um dos 15 maiores do mundo.

Dulce Pugliese de Godoy Bueno – 1.8 bilhões de dólares

Sem foto - mulheres mais ricas
A Dr Dulce, 68 anos, é médica e sócia do Grupo Amil, a maior empresa de assistência médica privada do Brasil, com mais de 5 milhões de beneficiados. Ela fundou a empresa junto com o Dr Edson de Godoy Bueno (falecido em 2017) quando ainda era seu marido, mas eles já haviam se separados quando ele faleceu. Ela assumiu a empresa com um patrimônio de U$ 1.8 bilhões. Dulce também possui uma participação na Dasa, uma rede de laboratórios médicos da América Latina.

Regina de Camargo Pires Oliveira Dias – 3,1 bilhões de dólares

Regina de Camargo Pires Oliveira Dias
Regina é filha de Sebastião e Dirce Navarro de Camargo e possui fatia no controle da Participações do Grupo Camargo Corrêa e na Morro Vermelho, holding familiar que agrupa vários negócios do grupo, com fundação em 1939 por Sebastião. O grupo atua na engenharia e construção, cimento, concessões de energia e de transporte e mobilidade urbana, indústria naval e offshore e incorporação imobiliária. As 3 irmãs herdeiras bilionárias aparece na lista da Forbes como uma das pessoas mais ricas do Brasil.

Renata de Camargo Nascimento – 3.1 bilhões de dólares

Renata de Camargo Nascimento
Após a morte de Dirce Navarro de Camargo, o grupo Camargo Corrêa passou a ser controlado pelas filhas, Renata de Camargo Nascimento, Regina de Camargo Pires Oliveira Dias e Rosana Camargo de Arruda Botelho, com representação pelos maridos de Renata e Regina. Renata ocupa a terceira posição nesta seleção, com 3.1 bilhões de dólares.

Rossana Camargo de Arruda Botelho – 3.1 bilhões de dólares

rosana camargo
É uma das filhas do casal Sebastião e Dirce Navarro de Camargo, e sua fortuna se resume a 3.1 bilhões de dólares, ocupando a segunda posição entre as 10 mulheres mais ricas do Brasil em 2017, de acordo com a Forbes. Ela controla o grupo Camargo Corrêa juntos com suas outras 2 irmãs. A multinacional da construção e cimento opera em 16 países e emprega 27 mil trabalhadores.

Maria Helena Moraes Scripilliti – 3,9 bilhões de dólares

Sem foto - mulheres mais ricas
Maria Helena, juntamente com irmãos Antônio Ermírio e Ermírio Pereira, possuem um quarto do conglomerado industrial Votorantim cada um, segundo documentos entregues à CVM. O grupo atua em diversas áreas como cimento, química, alumínio, papel celulose, eletricidade, metais, siderúrgicas, e o Banco Votorantim. Seu irmão Antonio Ermírio aparece em 10° lugar no nosso top 10 dos homens mais ricos do Brasil com U$ 3.4 bilhões.

69 Comentários

69 Comentários

                          Deixe seu comentário!

                          O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

                          Mais Vistos

                          O site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Politica de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

                          Cookie settings

                          Below you can choose which kind of cookies you allow on this website. Click on the "Save cookie settings" button to apply your choice.

                          FunctionalOur website uses functional cookies. These cookies are necessary to let our website work.

                          AnalyticalOur website uses analytical cookies to make it possible to analyze our website and optimize for the purpose of a.o. the usability.

                          Social mediaOur website places social media cookies to show you 3rd party content like YouTube and FaceBook. These cookies may track your personal data.

                          AdvertisingOur website places advertising cookies to show you 3rd party advertisements based on your interests. These cookies may track your personal data.

                          OtherOur website places 3rd party cookies from other 3rd party services which aren't Analytical, Social media or Advertising.