Ínicio » Conhecimento Geral » Top 10 snipers mais mortais da história

Top 10 snipers mais mortais da história

Os snipers são atiradores especiais ou também conhecido como “franco-atiradores“. É um militar especializado em armas e tiro de longa distancia. O mundo dos snipers é silencioso, oculto e talvez até um pouco romântico, entre os soldados mais temidos na guerra moderna. Nesta seleção estão em destaque os 10 snipers mais mortais da história.

10°

Zhang Taofang

Zhang Taofang  entre os snipers mais mortais da história
Zhang Taofang é o atirador mais célebre da China, tendo marcado em seu registro, dependendo da fonte, entre 71 e 214 mortes durante sua turnê de serviço na Guerra da Coréia usando apenas sua mira de rifle.
A coisa mais impressionante aqui é que Zhang supostamente responsável por aquelas mortes em apenas 32 dias. A realização de Zhang veio em meio a uma luta entre as forças chinesas e das Nações Unidas pelo controle de uma colina estratégica. A batalha ocorreu nos meses finais da Guerra da Coréia, com a ONU fazendo um último esforço para proteger a área das forças comunistas.

Chris Kyle

Chris Kyle entre os snipers mais mortais da história
Chris Kyle precisa de pouca introdução, dado seu status como o sniper mais famoso dos Estados Unidos. Ele foi o autor de uma autobiografia best-seller e o assunto de um filme de sucesso dirigido por Clint Eastwood. Se alistando em Navy SEALs em 1999, Kyle passou muito de seu serviço no Iraque, onde ele recebeu o apelido de “o diabo de Ramadi”.
Ramadi é o lugar onde aconteceu sua mais famosa morte, de uma mulher armada, com bebê em mãos, tentando entregar um explosivo para seus fuzileiros navais próximos. Kyle seguiria para atingir mais de 160 mortes confirmadas, se tornando o sniper mais mortal na história americana.
Ele foi morto em 2013 por um veterano de guerra que sofria transtornos de estresse pós-traumático. O filme “Sniper Americano” foi baseado em seu livro.

William Sing

William Sing entre os snipers mais mortais da história
William “Billy” Sing foi um sniper australiano que serviu durante a carnificina que foi a Primeira Guerra Mundial. Sing ganhou distinção durante a Campanha de Galípoli brutal, lutando a partir da primavera de 1915 até o início de 1916. E foi durante a batalha que Sing marcou mais de 200 mortes confirmadas de soldados turcos.

Josef “Sepp” Allerberger

Josef Sepp Allerberger entre os snipers mais mortais da história
Não há como negar que a Alemanha nazista colocou em campo muitos soldados qualificados na Segunda Guerra Mundial. Um dos soldados foi Josef “Sepp” Allerberger. Ele veio de uma aldeia pequena na Áustria e foi recrutado para a Terceira Divisão de Montanha alemã no início da guerra.
Em 1943, Allerberger foi enviado para leste para lutar contra o Exército Vermelho soviético na frente mais notória da guerra, um lugar onde as temperaturas caíram para -40°C. Apesar de enfrentar um inimigo numericamente superior e lidando com recursos decrescentes, Allerberger conseguiu 257 mortes confirmadas.

Craig Harrison

Craig Harrison entre os snipers mais mortais da história

Craig Harrison é um atirador britânico que, a partir de 2015, detém o recorde de matar alguém com a maior distância já registrada. Harrison foi um membro de Britain’s Blues e Royals Cavalry Regiment, tendo se juntado ao serviço com a idade de 16.
Em 2009, enquanto servia na província afegã de Helmand, Harrison matou 2 atiradores do Taliban a uma distância de 2.475 metros. Harrison bateu um recorde anterior de 2.430 m, determinado pelo canadense Rob Furlong em 2002.

Matthäus Hetzenauer

Matthaus Hetzenauer  entre os snipers mais mortais da história
Matthäus foi outro veterano alemão da Frente Oriental, servindo ao lado de Sepp Allerberger na Terceira Divisão de Montanha alemã. Enquanto servia no Oriente, Hetzenauer marcou 345 mortes confirmadas, incluindo um tiro em uma distância incrível de 1.100 m.

Lyudmila Pavlichenko

Lyudmila Pavlichenko  entre os snipers mais mortais da história
É estimado que quase um milhão de mulheres que serviram no Exército Vermelho durante a Segunda Guerra Mundial. Muitas delas se tornaram temíveis, soldadas condecoradas.
Lyudmila foi uma daqueles soldados, se tornando a sniper mulher top do Exército Vermelho com 309 mortes. Muito da contagem de morte veio durante as batalhas épicas para as cidades portuárias ucranianas de Odessa e Sevastopol.

Francis Pegahmagabow

Francis Pegahmagabow  entre os snipers mais mortais da história
Tolo é quem pensa que o vizinho dos Estados Unidos eram previsíveis, sempre agradáveis e inofensivos. Este não é claramente o caso com Francis, um soldado canadense de ascendência indígena que se tornou o sniper mais mortal do país.
Um membro de Ojibwa, em Ontário, ele se alistou durante a Primeira Guerra Mundial, implantando com a 1ª Divisão canadense e chegando à França no começo de 1915.
Ele lutou nas batalhas mais cruéis da Frente Ocidental, incluindo Ypres, Somme, terminando a guerra com impressionantes 378 mortes.

Ivan Sidorenko

Ivan Sidorenko  entre os snipers mais mortais da história
O atirador mais célebre da União Soviética, estima-se que foram aproximadamente 500 mortes durante a Segunda Guerra Mundial. Sidorenko primeiro ganhou destaque auxiliando na defesa de Moscou em 1941.

Simo Häyhä

Simo Hayha entre os snipers mais mortais da história
O sobrenome dele, “Morte Branca”. Simo foi um atirador finlandês que chegou à fama durante a Guerra de Inverno de 1939 e 1940. Nesta guerra, as forças soviéticas invadiram a Finlândia, em um esforço para aproveitar algum território disputado.
O exército soviético esperava uma vitória rápida e fácil, mas ao invés, encontraram um adversário habilidoso e dedicado nos finlandeses. Sino pode não ter o status de nome de Chris Kyle, mas ele provavelmente deveria com um total confirmado de 505 mortes, embora alguns historiadores afirmem este número sendo mais próximo de 550.

Postado por Adriano Lucas

Adriano Lucas, é fundador do Top10mais.org, tem 28 anos, mora em Cuiabá. Estudante do curso de Sistemas para Internet, esta sempre disposto a aprender e compartilhar em seus blogs, as diversas curiosidades existentes no mundo. Blogar é seu hobby desde 2009, mas tornou-se sua principal atividade a partir de 2011.

Veja também:

fn f2000 entre as melhores metralhadoras do mundo

Top 10 melhores metralhadoras do mundo

A guerra é a ciência da destruição, onde ganha quem estiver melhor preparado em arsenal. …

2 Comentários

  1. guilherme augusto spineti caetano

    mt bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *