Top 100 musicas sertanejas mais tocadas (Atualizado)

musicas sertanejas spybat

Musicas sertanejas mais tocadas em mais de 95% das emissoras de rádios do Brasil.

Para ver as musicas sertanejas mais tocadas dos meses anteriores, clique aqui.
Monitorado por Spybat mais tocados nas rádios entre 01 a 31 de julho/2017.
Veja também as mais tocadas no top 100 geral, funk, gospel, eletrônica e internacionais.

  • TOP 50 SERTANEJOOuvir todas
  • AD atentado ao pudorBenjamim Neto
    Atentado ao pudor ► Ouvir Universitário
  • 1 amante nao tem larMarília Mendonça
    1 Amante não tem lar ► Ouvir Universitário
  • 2 Henrique e Juliano
    1 Vidinha de balada ► Ouvir Universitário
  • 3 Victo e Léo
    6 Senhorita ► Ouvir Universitário
  • 4 Gusttavo Lima
    4 Abre o portão que eu cheguei ► Ouvir Universitário
  • 5 cadeira de acoZé Neto e Cristiano
    2 Cadeira de aço ► Ouvir Universitário
  • 6 eu eraMarcos e Belutti
    1 Eu era ► Ouvir Universitário
  • 7 Maiara e Maraisa
    1 Sorte que cê beija bem ► Ouvir Universitário
  • 8 Michel Teló
    5 Modão duído ► Ouvir Universitário
  • 9 loka Simone & Simaria
    5 Loka ► Ouvir Pop-Nejo
  • 10 acordando o predioLuan Santana
    7 Acordando o prédio ► Ouvir Universitário
  • 11 chave copiaFelipe Araújo (part Jorge e Matheus)
    3 Chave cópia ► Ouvir Universitário
  • 12 Zezé Di Camargo e Luciano
    4 Destino ► Ouvir Universitário
  • 13 raspaoHenrique & Diego (ft. Simone & Simaria)
    10 Raspão ► Ouvir Universitário
  • 14 Jorge e Mateus
    4 Medida certa ► Ouvir Universitário
  • 15 Jads e Jadson
    13Na riqueza e na pobreza ► Ouvir Universitário
  • 16 Eduardo Costa
    5 Forró e paixão ► Ouvir Universitário
  • 17 ce acreditaJoão Neto e Frederico part MC Kevinho
    45 Cê acredita ► Ouvir Universitário
  • 18 saudade do carambaJoão Neto e Frederico
    8 Saudade do caramba ► Ouvir Universitário
  • 19 avisa que eu chegueiNaiara Azevedo part Ivete Sangalo
    30 Avisa que eu cheguei ► Ouvir Universitário
  • 20 Fernando e Sorocaba
    1 Luzes de São Paulo ► Ouvir Universitário
  • 21 Bruninho e Davi
    10 Faixa 3 ► Ouvir Universitário
  • 22 te assumi pro brasilMatheus & Kauan
    5 Te assumi pro Brasil ► Ouvir Universitário
  • 23 top sertanejoFelipe Araújo (part. Henrique & Juliano)
    1 A mala é falsa ► Ouvir Universitário
  • 24 mesmo sem estarLuan Santana (part. Sandy) Nova!
    Mesmo sem estar ► Ouvir Universitário
  • 25 na conta da loucuraBruno e Marrone
    51 Na conta da loucura ► Ouvir Universitário
  • 26 impressionando anjosGustavo Mioto
    6 Impressionando os Anjos ► Ouvir Universitário
  • 27 Naiara Azevedo
    12 Mordida, beijo e tapa ► Ouvir Universitário
  • 28 nessas horasMatheus e Kauan
    62 Nessas horas ► Ouvir Universitário
  • 29 Lucas Lucco
    10 Fé no pai ► Ouvir Universitário
  • 30 sarcasmoThaeme e Thiago
    1 Sarcasmo ► Ouvir Universitário
  • 31 casa amarelaGuilherme e Santiago
    4 Casa amarela ► Ouvir Universitário
  • 32 Zé Felipe (part. MC Menor) Nova!
    Você não vale nada ► Ouvir Funknejo
  • 33 Jorge & Mateus
    7 Se o amor tiver lugar ► Ouvir Universitário
  • 34 top sertanejo Gusttavo Lima
    4Homem de familia ► Ouvir Universitário
  • 35 Cleber e Cauan Nova!
    Quase ► Ouvir Universitário
  • 36 Bruno e Marrone
    24 Enquanto eu brindo cê chora ► Ouvir Universitário
  • 37 ninguem e de ferroWesley Safadão (part Marilia Mendonça)
    12 Ninguém é de ferro ► Ouvir Universitário
  • 38 George Henrique e Rodrigo Nova!
    De copo em copo ► Ouvir Universitário
  • 39 Day e Lara
    5 Digitando… ► Ouvir Universitário
  • 40 box do banheiroMunhoz e Mariano
    6 Box do banheiro ► Ouvir Universitário
  • 41 o errado sou eu Zé Felipe
    27 O errado sou eu ► Ouvir Universitário
  • 42 Pedro Paulo e Alex
    4 Me chama ► Ouvir Universitário
  • 43 Bruno e Barretto feat. DJ Kevin
    6 Lá se foi o boi com a corda ► Ouvir Universitário
  • 44 regime fechadoSimone e Simaria
    38 Regime fechado ► Ouvir Universitário
  • 45   Marília Mendonça
    10 Eu sei de cor ► Ouvir Universitário
  • 46 o mar parouMiche Teló
    13 O mar parou ► Ouvir Universitário
  • 47 João Bosco & Vinicius Feat Wesley Safadão
    11 Precipício ► Ouvir Universitário
  • 48 Gustavo Mioto Nova!
    Relógio ► Ouvir Universitário
  • 49 aceita que doi menosTrio Parada Dura (part. Marília Mendonça)
    2 Aceita que dói menos ► Ouvir Universitário
  • 50 de quem e a culpaMarília Mendonça
    7 De quem é a culpa ► Ouvir Universitário
  • 51 Gabriel Diniz (part Jorge e Mateus)
    4 Paraquedas ► Ouvir Universitário
  • 52 Luiza e Maurílio Nova!
    Pra que isso? ► Ouvir Universitário
  • 53 anestesiaWanessa Camargo
    10 Anestesia ► Ouvir Universitário
  • 54   Maiara & Maraisa
    14 Você faz falta aqui ► Ouvir Universitário
  • 55 top sertanejo Maiara & Maraísa
    13Medo bobo ► Ouvir Universitário
  • 56 top sertanejo Naiara Azevedo (part.Maiara e Maraisa)
    1050 reais ► Ouvir Universitário
  • 57 Edson e Hudson Nova!
    Não deixo não ► Ouvir Universitário
  • 58 chame o juizFernanda Costa
    26 Chame o juiz ► Ouvir Universitário
  • 59 metade dessa contaLéo Magalhães
    7 Metade dessa conta ► Ouvir Universitário
  • 60 malbecHenrique e Diego (part. DJ Dennis)
    19 Malbec ► Ouvir Funknejo
  • 61 os tempos mudaramRoberta Miranda part Marília Mendonça
    36 Os tempos mudaram ► Ouvir Universitário
  • 62 Jads & Jadson
    23 Quem aguenta ► Ouvir Universitário
  • 63 top sertanejo Eduardo Costa
    7 Pronto falei ► Ouvir Romântico
  • 64 top sertanejo Henrique e Juliano part. Marília Mendonça
    4 A flor e o beija-flor ► Ouvir Universitário
  • 65 laço abertoLeonardo e Eduardo Costa
    20 Laço aberto ► Ouvir romantico
  • 66  100 mais tocadas  Luan Santana
    16 Dia, lugar e hora ► Ouvir Sertanejo
  • 67   Simone & Simara
    19 126 cabides ► Ouvir Universitário
  • 68 Antony e Gabriel
    19 Seu padre ► Ouvir Universitário
  • 69   Bruno & Marrone, Chitãozinho & Xororó
    14 Você me trocou ► Ouvir Romântico
  • 70 top sertanejoMarília Mendonça
    3Infiel ► Ouvir Universitário
  • 71 top sertanejo Zé Neto e Cristiano
    8 Seu Polícia ► Ouvir Universitário
  • 72 top sertanejo Maiara e Maraísa
    4 10% ► Ouvir Universitário
  • 73  musicas mais tocadas nas radios  Matheus & Kauan
    13Decide Aí ► Ouvir Universitário
  • 74 Luiz Henrique e Léo (Henrique e Diego) Nova!
    Amores rasos ► Ouvir Universitário
  • 75   Jorge & Mateus
    11 Sempre com você ► Ouvir Universitário
  • 76 Hugo e Tiago Nova!
    Taca cachaça pra nóis ► Ouvir Universitário
  • 77 Zé Henrique & Gabriel (Part. Maiara & Maraisa)
    24 Casa comigo ► Ouvir Universitário
  • 78  100 mais tocadas  Zé Neto e Cristiano
    9 Sonha comigo ► Ouvir Universitário
  • 79  100 mais tocadas  Jorge e Mateus
    4 Paredes ► Ouvir Sertanejo
  • 80  musicas mais tocadas nas radios  Bruninho e Davi (part. Luan Santana)
    22 E essa boca aí ► Ouvir Sertanejo
  • 81 top sertanejo Luan Santana
    10Eu, você, o mar e ela ► Ouvir Universitário
  • 82 nois combinouMariana e Mateus
    28 Nóis combinou ► Ouvir Universitário
  • 83 momentosVictor & Leo
    14 Momentos ► Ouvir romantico
  • 84 top sertanejoMatheus e Kauan
    15O nosso santo bateu ► Ouvir Universitário
  • 85   Wanessa Camargo
    8 Coração embriagado ► Ouvir Universitário
  • 86 Rick e Ricardo Nova!
    Camisa do Mickey ► Ouvir Universitário
  • 87 top sertanejo Jorge & Matheus
    3Louca de saudade ► Ouvir Universitário
  • 88 Ph e Michel (part. Maiara e Maraísa) Nova!
    Amizade de ex ► Ouvir Universitário
  • 88 Henrique e Juliano Nova!
    O céu explica tudo ► Ouvir Universitário
  • 89 top sertanejoHenrique e Juliano
    3 Como é que a gente fica- ► Ouvir Universitário
  • 90   Humberto & Ronaldo (part. Jorge & Mateus)
    3 Carência ► Ouvir Universitário
  • 91 Zé Henrique e Gabriel (part. Gusttavo Lima) Nova!
    Eu não fui capaz de te esquecer ► Ouvir Universitário
  • 92 naturalmenteLoubet
    17Naturalmente ► Ouvir Universitário
  • 93 musicas sertanejas mais tocadas Jorge & Mateus
    4 Sosseguei ► Ouvir Universitário
  • 94  100 mais tocadas  Simone e Simara
    0 Quando o mel é bom ► Ouvir Universitário
  • 95 João Neto e Frederico
    10 Chorou na escadaria ► Ouvir Universitário
  • 96   João Bosco & Vinicius (part Henrique e Juliano)
    8 Deixa a gente quieto ► Ouvir Universitário
  • 97 contatinhoRafael Quadros
    32 Contatinho ► Ouvir Universitário
  • 98 Júlia & Rafaela
    26 Paredes pintadas ► Ouvir Universitário
  • 99 Conrado e Aleksandro
    26 Velho namorado novo ► Ouvir Universitário
  • 100 cotovelo vai doerZezé Di Camargo & Luciano
    22Cotovelo vai doer ► Ouvir Universitário
  • TOP 100Ouvir todas

Para ver as 100 musicas sertanejas mais tocadas nos meses anteriores, clique aqui.

Como é feito?

O Top 100 Musicas Sertanejas Mais Tocadas são as musicas sertanejas mais bem posicionadas em nosso TOP 100. Quase 70% do Top 100 nacional é composta do ritmo sertanejo.
As paradas Top 100 (Geral) e o Top 100 Musicas Sertanejas são baseadas nas musicas mais executadas nas rádios FM monitorados pela Spybat. A empresa identifica e registra, de modo online, cada vez que determinada musica/áudio são executados nas rádios do país, que não são poucas. Atualmente, já são monitorados 95% das rádios em território nacional, 24 horas por dia, 7 dias por semana, ou seja, não são amostragens, são dados reais.
Os títulos relacionados acima, realmente foram as musicas sertanejas mais tocadas nas rádios que possuem um site com players online de transmissão ao vivo. Em torno de 95% das emissoras já dispõe dessa ferramenta.

Musicas Sertanejas

Agora, com a parceria da Spybat, o nosso tradicional Top 100 Musicas Sertanejas ficou mais completo, com informações confiáveis, precisas, incluindo as rádios do interior dos estados e não somente das capitais. Tudo o que é sucesso no Brasil, aparece por aqui, seja sertanejo romântico, sertanejo universitário, arrocha ou funknejo. Nas rádios, o sertanejo é praticamente unânime, entre as 10 musicas mais tocadas a cada semana, raramente há alguma musica de outro estilo.
O ritmo sertanejo, principalmente o universitário, é sucesso há quase 10 anos no Brasil. Explodiu com a meteórica ascensão de Luan Santana e Michel Teló em 2008, projetando o sertanejo universitário nacionalmente. Atualmente, com novas vozes surgindo todos os dias, será difícil superar a tamanha paixão dos brasileiros pelas musicas sertanejas.
Não perca essa página, salve em seus favoritos, e curta nossa página no Facebook. Fique por dentro dos últimos sucessos da balada sertaneja, das rádios e da internet. Nosso ranking é atualizado mensalmente, geralmente no primeiro dia útil do mês, refletindo os dados do últimos 30 dias.
Somente aqui, você ouve as 100 musicas sertanejas mais tocadas, direto, sem vídeo de publicidade no inicio ou entre os clipes.

Postado por Adriano Lucas

Adriano Lucas, é fundador do Top10mais.org, tem 28 anos, mora em Cuiabá. Estudante do curso de Sistemas para Internet, esta sempre disposto a aprender e compartilhar em seus blogs, as diversas curiosidades existentes no mundo. Blogar é seu hobby desde 2009, mas tornou-se sua principal atividade a partir de 2011.

Veja também:

top 100 musicas sertaneja mais tocadas maio

Top 100 musicas sertanejas mais tocadas em maio de 2017

Musicas sertanejas mais tocadas em mais de 95% das emissoras de rádios do Brasil. Para …

56 Comentários

  1. stuart tomas da silva junior

    apos ver no programa A HORA DO FARO o jovem talento FELIPE ARAUJO despertou me interesse porque amo a musica sertanejo e gostaria de estar actualizado quanto ao top 100

  2. MUITO BOA esta seleção, parabéns, como faço para baixar em MP3 ???

  3. alguem ai sab me dizer como fazer para baixar todas ?? mp3

  4. Musicas sertanejas

    A História da Música Sertaneja

    A música sertaneja se caracteriza gênero da música brasileira com produção partindo dos anos 1910 pelos compositores rurais, urbanos e outros, denominada de forma genérica como emboladas, modas, e fado português em que o som da viola tem predominância.
    No início, este estilo musical foi popularizado por várias duplas, através do uso das violas e dueto de voz. Tal tradição é percebida até atualmente, com a dupla normalmente formada pelos cantores de voz tenor, que é a mais aguda, nasal, e utilização acentuada do falsete comum.
    Ao passo que o estilo vocal permaneceu de forma relativa com estabilidade no decorrer de décadas, a instrumentação, ritmo, e contorno de melodia fizeram incorporação vagarosamente de elementos dos gêneros com disseminação por indústria da cultura. E estas alterações no gênero musical têm gerado várias confusões e debates no Brasil no que se refere ao que seria o estilo caipira/sertanejo.
    Os críticos da música, críticos literários, produtores dos discos, jornalistas, compositores, cantores das duplas do sertanejo, e os que apreciam fazem debate acerca de quais se resumiriam as formas de arte da expressão do estilo, que consideram as transformações acontecidas no decorrer da própria história.
    Vários estudiosos vão pela tendência de tradição da integração de canções caipira e sertaneja como os subgêneros no interior de um apenas conjunto da música, determinando as fases e as divisões.
    Do ano 1929 ao 1944, de “música caipira”, e também “música sertaneja raiz”. Depois de pós-guerra à década de 1960, sendo fase de transição de antiga música caipira em direção para constituição do gênero sertanejo da atualidade. E de fim da década de 1960 aos dias de hoje, de música “sertaneja romântica”.
    E há pessoas em meio acadêmico, porém, que levam em conta a “música caipira” e a “música sertaneja” como gêneros inteiramente não dependentes, com base em pensamento de que a “música caipira” seria a rural autêntica e, ou do indivíduo rural original.
    E a “música sertaneja” seria a produzida, sendo “produto de consumo” em enormes centros urbanos no Brasil pelos não-caipiras. Mais autores compreendem o conceito do gênero caipira/sertanejo para xaxado, baião, e mais ritmos de origem do Nordeste e Norte.
    Se for considerado critério de que os estilos sertanejo e caipira se resumem sinônimos, é possível fazer divisão deste gênero da música em determinados subgêneros de destaque, o “caipira” ou “sertanejo raiz”, o “sertanejo universitário”, e “sertanejo romântico”.

    História do Gênero Musical Sertanejo

    Partindo do seu começo, do início dos anos 1900, o estilo sertanejo vem passando por várias mudanças. O pioneiro do estilo se resumiu Cornélio Pires, escritor e jornalista. O mesmo usualmente levava aos enormes centros os costumes caipiras. Das encenações de teatro para cantores dos estilos, sendo exemplo o catira.
    No ano 1912, o jornalista fez lançamento do livro denominado “Musa Caipira”, que se caracterizava formado pelos versos típicos. No começo da década de 1920, a instituição com líder Mario de Andrade deu realização para uma semana com finalidade a divulgar a arte do Brasil.
    Ali, de modo inédito foi montado o grupo denominado de sertanejo, apresentando instrumentos simples, sendo exemplo viola caipira, com mistura de determinados ritmos, o lundu, cururu, catira, moda de viola, com valorização ainda mais do trabalho atribuído ao Cornélio Pires.
    No entanto, o inicial registro de um grupo musical sertanejo aconteceu em 1924, A Turma Caipira de Cornélio Pires. O grupo era composto pelos violeiros, como Caçula e Sorocabinha, e mais artistas de importância daquele momento.
    O registro inédito fonográfico da música sertaneja ocorreu no ano 1929, na situação que Pires, que se encontrava desacreditado pela gravadora Colúmbia, fez decisão de desembolsar seu dinheiro à gravação e edição ao primeiro álbum.
    E este em poucos dias seguidos em relação ao lançamento se encontrou esgotado em lojas do Brasil. Iniciava então o interesse por este gênero no que se refere às gravadoras.

    Primeira Era da Música Sertaneja

    No ano 1929 apareceu a primeira canção sertaneja como é conhecida atualmente. E a mesma surgiu partindo das gravações realizadas por Cornélio Pires, dos “causos” e fragmentos dos cantos de tradição rural com origem em interior paulista, sul e triângulos de Minas, sudeste matogrossense e goiano.
    No momento de tais gravações pioneiras, o estilo se caracteriza popular de música caipira, com letras evocando o estilo de vida do indivíduo de interior, várias vezes como oposto da vida daquele da cidade, e também a beleza bucólica e de romantismo em relação à paisagem do interior.
    Na atualidade, tal tipo de composição tem classificação de “música sertaneja raiz”, sendo as letras com ênfase em cotidiano e em forma de cantar. E também foram destaques nesta vertente, além do Cornélio Pires e “Turma Caipira” dele, mesmo com gravação na época de posteridade, duplas Torres e Florêncio, Alvarenga e Ranchinho, Vieira e Vieirinha, Tonico e Tinoco, e mais.
    E músicas populares, sendo exemplo “O Bonde Camarão” do Cornélio Pires e Mariano, “Sergio Forero” do Cornélio também, “Cabocla Tereza” do Ariovaldo Pires e João Pacífico, e “Sertão de Laranjinha” do Ariovaldo. Em momento atual, a música sertaneja de raiz é sobrevivente, com divulgação, como exemplo, pelo Daniel, Mazinho Quevedo, ou Inezita Barroso.

    Segunda Era da Música Sertaneja

    Uma fase nova pela história do estilo começou depois da Segunda Guerra Mundial, através da incorporação de frescos estilos, sendo exemplo polca européia, e instrumentos como harpa e acordeom. O tema se torna de modo gradual mais amoroso, mas com conservação do caráter autobiográfico.
    E certos destaques daquele momento se caracterizaram os duos Irmãs Galvão, Cascatinha e Inhana, Sulino e Marrueiro, Irmãs Castro, Palmeira e Biá, o cantor José Fortuna que é adaptador de guarânia no país, e trio Luzinho, Limeira e Zezinha que lançaram a música campeira.
    Para florzinha dos anos 1970, a dupla de maior destaque era Milionário e José Rico, que fez modernização do estilo e sistematização da utilização dos elementos de tradição do México mariachi, usando floreios de trompete e violino ao preenchimento de espaços entre as frases, e golpes de glote que compõem característica de soluço em voz.
    Milionário e José Rico ainda são populares em ambiente sertanejo de “Os Pais do Sertanejo Moderno”. Mais nomes, sendo exemplo Pena Branca e Xavantinho, eram coerentes com tradição caipira antiga, e Tião Carreiro inovou com fundição do estilo mais o samba, calango de sexo e coco.

    Terceira Era da Música Sertaneja

    A apresentação da guitarra elétrica e o denominado “ritmo jovem”, por Léo Canhoto e Robertinho, no fim dos anos 1960, fazem marcação do começo da fase moderna do estilo sertanejo.
    Um dos participantes do movimento da música Jovem Guarda, Sérgio Reis, passava a gravar nos anos 1970 repertório de tradição sertanejo, de maneira a realizar contribuição à disseminação mais significativa para o gênero.
    Mais um artista, Renato Teixeira, se destacou naquele momento. Naquele tempo, os lugares para apresentação do gênero sertanejo se apresentavam de modo original, determinados rodeios, circo, e em especial rádios AM.
    E partindo dos anos 1980, tal disseminação fez extensão para rádios FM e ainda televisão, nos programas semanais da manhã dos domingos, ou nas trilhas sonoras em relação à novela, ou programas de especial. E na década de 1980, ocorreu exploração comercial em massa do gênero, e mais em determinados casos, a releitura dos hits internacionais, e até de Jovem Guarda.
    Desta tendência nova do romantismo do gênero sertanejo, apareceram vários artistas, quase toda vez nas duplas, citando Milionário e José Rico que ainda apresentou enorme destaque e ascensão, e Matogrosso & Mathias, Chitãozinho & Xororó, Leandro & Leonardo, Trio Parada Dura.
    Ainda Chrystian & Ralf, Zezé Di Camargo e Luciano, Chico Rey & Paraná, João Paulo & Daniel, Gian e Giovani, João Mineiro e Marciano, Gilberto e Gilmar, Rick & Renner, e cantoras Roberta Miranda, e Nalva Aguiar.
    E alguns dos hits de tal fase são “Apartamento 37” do Leo Canhoto, “Sonhei com Você” do José Rico e Vicente Dias, “De Igual pra Igual” da Roberta Miranda e Matogrosso, “Fio de Cabelo” do Marciano e Darci Rossi, “Pense em Mim” do Douglas Maio, “É o Amor” de Zezé Di Camargo.
    E “Entre Tapas e Beijos” do Nilton Lamas e Antonio Bueno, “Evidências” do José Augusto e Paulo Sérgio Valle. Contra tal vertente mais comercial do gênero sertanejo, faziam reaparição os nomes sendo exemplo a dupla Pena Branca e Xavantinho, com adequação dos hits de MPB para linguagem de violas.
    E apareciam artistas novos, sendo exemplo Almir Sater, violeiro de sofisticação, que seguia entre modas de viola e blues. Na década de seqüência, a geração nova dos artistas apareceu no sertanejo com disposição de reaproximação com tradições caipira, e são exemplos Ivan Vilela, Miltinho Edilberto, e Roberto Corrêa.

    Quarta Era da Música Sertaneja

    Aqui se trata do sertanejo universitário. De estado alerta, a indústria fonográfica fez lançamento nos anos 2000 do movimento parecido, denominado por uns como sertanejo universitário, sendo os nomes de destaque Maria Cecília & Rodolfo, Guilherme & Santiago, César Menotti & Fabiano, João Bosco & Vinícius, Victor & Leo, Jorge & Mateus.
    E Gusttavo Lima, Fernando & Sorocaba, Michel Teló, Luan Santana, Thaeme & Thiago, Lucas Lucco, Marcos & Belutti, Cristiano Araújo, Fred & Gustavo, Henrique & Diego, Henrique & Juliano, Israel Novaes, Matheus e Kauan, Loubet, Munhoz & Mariano, João Neto & Frederico, Pedro Paulo e Alex.
    Como tal movimento não é interrompido e recebe cada vez mais participantes, o mercado que anteriormente possuía de foco do aparecimento das duplas e artistas do gênero em estado Goiás, atualmente tem determinado ídolos novos do Mato Grosso do Sul, como exemplo a revelação Luan Santana, e Maria Cecília & Rodolfo.
    No entanto, Goiás não cessou de apresentar nomes pelo cenário do Brasil, apareceram João Neto e Frederico, Jorge & Mateus, sem contar artistas com vínculo para a música sertaneja mais massificada de década anterior, como exemplo Bruno & Marrone, Guilherme & Santiago, Edson & Hudson, Bruno & Barreto, e mais.

    Dança do Sertanejo

    Ao falar sobre a música sertaneja, a dança característica não pode faltar. A dança do gênero sertanejo moderna possui as próprias origens em danças sertanejas do Brasil. A denominação “sertanejo” se resumiu de início cunhada por portugueses na fase de navegações à definição do interior da terra nova, com diferenciação ao litoral.
    E depois, foi aplicado para interior da nação de forma geral. Desta maneira, se apresentando o Sertão Brasileiro muito vasto, a compreender áreas interioranas do Brasil, do Sul para Nordeste, e possuindo na própria história as fases de colonização e choques de cultura dos vários povos, é percebido de início a pluralidade única em composição de Danças Sertanejas Tradicionais.
    Tal mistura dos gêneros indígenas, europeus, e às vezes africanos, teve origem de várias danças pela nação brasileira, considerando especificidades históricas e de cultura em relação a cada região.
    Nota-se que o tipo de Dança Sertaneja Moderna, ainda popular de Dança Caipira Sertaneja, ou ainda o Sertanejo Universitário, tem feito propagação e passado pelas mutações de forma mais intensa nas áreas da Grande São Paulo e interior de São Paulo.
    E também em cidades Embu, Taboão da Serra, Região Metropolitana de Campinas, ABC Paulista, Cotia, sendo tal região geográfica inteira, atualmente pólo em relação à vanguarda de Dança Sertaneja.
    É possível fazer classificação atual da Dança Sertaneja Moderna como integrante da família de Danças de Salão, ou Danças a Dois, que são caracterizadas por improviso conferido por comunicação intrínseca acontecendo entre os dois na dança. Ou seja, a comunicação denominada pelos próprios praticantes por “condução”, em que há o “condutor” e o “conduzido”.
    Tal compatibilidade do Sertanejo e mais danças, levadas por casal, terminou por criar, sobre a Dança Sertaneja, enorme influência e para incorporar movimentos dos mais gêneros de danças de salão apresentando presença intensa no interior de São Paulo e Grande São Paulo, se caracterizando em grau maior samba rock, forró, e mais.
    Vanera ou vanerão tem feito propagação em região sul do Brasil, com forte influência de culturas regionais, embora tenha ligação intensa com vanerão nordestino e baião. De modo paralelo é percebido junto com mais estilos de dança nos bailes do gênero e bares.
    Pela região Centro-Oeste é natural os denominados “bailões”, que têm músicas sertanejas de toada com maior animação, com predominância de 3 últimas décadas referentes ao século XX. O estilo da dança se resume simples, sempre ao par, geralmente apresentando passos do xote e baião.
    O denominado “dois pra lá, dois pra cá” se caracteriza passo de predominância, o que levou à popularização do estilo em bailões por ser fácil acompanhar.

    Sucesso do Sertanejo Universitário no Brasil

    O sertanejo universitário se resume estilo da música com origem da mistura do estilo sertanejo, e música brega apresentando toques e batidas com proveniência do arrocha.
    E é determinado o terceiro segmento em evolução do gênero sertanejo, ficando atrás do sertanejo denominado raiz, ainda nomeado música caipira, e de estilo sertanejo romântico brega, bastante popular entre décadas de 1980, 1990.
    As músicas simples têm predominância em tal estilo, e devido aos cantores do gênero se caracterizar na maioria jovem é determinado “universitário”.
    No lugar de tradicionais violões, acordeões, os sintetizadores e as guitarras elétricas iniciaram a ter uso mais freqüentemente em tal estilo musical. Tal variação tem diferenciação de sertanejo por apresentar mais elementos pop, e a linguagem informal.

    História do Sertanejo Universitário

    Com origem pantaneira oriunda do Mato Grosso do Sul e de reflexo em Goiás, possui como pioneiros a tocar João Bosco & Vinicius, que no ano 1994 começaram a própria carreira ao tocar nos bares aos universitários em Campo Grande.
    Pelo interior de Goiás começam Jorge e Mateus. O desenvolvimento do estilo pelos últimos anos é devido ao enorme crescimento de universidades pelas cidades do Centro-Oeste do Brasil.
    Os jovens de universidades desta região iniciaram a se aproximar do estilo de vida, em relação ao eixo Rio-São Paulo, porém carregaram o próprio histórico e cultura, com resultado em enorme desenvolvimento do gênero sertanejo universitário.
    Atualmente, os jovens advogados, juízes, médicos, fazem propagação do sertanejo universitário entre classes sociais mais altas, criando fenômeno nunca anteriormente percebido, a fusão do estilo caipira e o ambiente contemporâneo e estilo de viver atual também.
    É possível colacionar que o estilo escutado por jovens interioranos fez invasão para festas de jovens de elite, e se fixando como nova música popular do Brasil, crescendo o aspecto que as pessoas se envolvam ao gosto de música sertaneja em círculo acadêmico.
    A interação no que se refere ao interior e metrópole em âmbito universitário fez contribuição ao aparecimento de estilo único. Com violões e violas em disseminação em repúblicas e campus de estudante, a antiga música sertaneja terminou por fazer associação, como baixos, metais, bateria, guitarras e itens da percussão.
    O resultado de começo se apresentou nova roupagem de raízes do sertanejo clássicas e antigas que com o passar de anos foram tomando distância de estilos precursores e recebendo identidade única.
    Em tal cenário fresco, as influências da música para jovens interioranos também foi de forma gradativa se mesclando com mais estilos, em particular arrocha, pop e funk carioca, gêneros normalmente com predominância em festas com promoção por acadêmicos jovens. Em embalo por enorme apelo popular em relação aos jovens de estilos associados, a nova vertente recebeu espaço grande pela mídia.
    As músicas e letras de simplicidade, batidas animadas, refrões fáceis de memorizar automaticamente, criando impactante efeito do estilo, induzindo com que o mesmo passasse do ambiente universitário limitado e entrasse pelas rádios e festas brasileiras. O sucesso e repercussão do estilo têm levado que a cada dia apareçam duplas e conjuntos do gênero novos.
    Temática e Artistas do Sertanejo Universitário
    Por aparecer depois do segundo movimento sertanejo, ou seja, sertanejo romântico brega, tal estilo já não possui letras muito regionais e casos vividos pelos caipiras, sendo exemplo o sertanejo raiz. Normalmente as letras lidam com situações normais que surgem pela vida dos jovens, com apelo intenso para temas como promiscuidade sexual, ostentação, embriaguez e traição.
    O sertanejo universitário encontrou em jovens a procura do próprio desenvolvimento, apresentando enfoque nas canções que tratam das baladas, e amor. Atualmente novos cantores vão aparecendo ou alguns assumem o estilo, e o gênero segue se popularizando mais e mais pelo dia a dia.
    E trata-se de exemplos de tal expansão do estilo universitário os músicos como Michel Teló através do sucesso Ai Se Eu Te Pego, que se transformou em febre internacional. E também João Bosco & Vinícius com Chora, Me Liga, e Gusttavo Lima com Balada.
    Mais João Neto & Frederico com Lê Lê Lê, Jorge & Mateus com Amo Noite e Dia, Munhoz & Mariano com a canção Camaro Amarelo, Luan Santana com Cê Topa, Cristiano Araújo com Maus Bocados, Marcos & Belutti com Aquele 1%, Thaeme & Thiago com canção Deserto, e mais.

    Sucesso Atual da Música Sertaneja no Brasil

    O sucesso do gênero da música sertaneja é muito intenso atualmente no Brasil. E das 100 canções mais tocadas em rádios no ano 2015, 74 se caracterizam sertanejas.
    Segundo Crowley Broadcast Analysis Brasil, empresa que faz monitoramento de audiência radiofônica brasileira, o sucesso “Escreve Aí” do Luan Santana, se consagrou a canção mais tocada em rádios do Brasil em 2015. O single com lançamento no mês de março do ano 2015 foi executado, na média, uma vez a cada período de 7 minutos e 43 segundos.
    E o fato de que das 100 canções mais tocadas em rádios em 2015, 74 serem sertanejas, realmente impressiona qualquer um. Mais um fator interessante a observar em relação à música sertaneja é que há nova onda de mulheres invadindo o sertanejo e fazendo sucesso.
    De Irmãs Galvão e Inezita Barroso para Paula Fernandes e Roberta Miranda, a presença das mulheres em música sertaneja sempre ocorreu de modo esporádico, com apoio mais em talento individualmente do que em procura coletiva pelo espaço.
    De tempos aos dias atuais, no entanto, um movimento iniciou a se formar no interior do Brasil. E despontou em paradas de hits. Em lista de 100 músicas mais executadas no país em dezembro de 2015, com apuração por Crowley Broadcast Analisys, as compositoras e cantoras do estilo se destacam entre 18° e 42° lugares.
    As gêmeas Maiara e Maraísa de 28 anos de idade, de São José dos Quatro Marcos cantarolam desde pequeninas, porém trata-se da composição que as fez serem percebidas pelos expoentes do sertanejo novo, como Cristiano Araújo e Jorge & Mateus, com gravação de “Prisão Sem Grade”, e “Caso Indefinido”.

  5. Fala Adriano Lucas, beleza?
    Show de bola a seleção!
    Geralmente em que dia do mês é atualizada a lista?
    Grande abraço,
    Valeu!

  6. Marília Mendonça mereceu ficar em primeiro lugar , realmente essa mulher canta muito! Amo as musicas dela !

  7. Eu adoro essas músicas, peguei algumas pra colocar no meu celular.

  8. Amo Sertanejo Universitário

  9. incrível melhor canção música do mundo

  10. Da Para Fazer Down ?

  11. Muito Bom recomendo!

  12. O sertanejo universitário surge nesse contexto. Ele vem ocupar o espaço dos ritmos que se prestam a proporcionar “diversão sem compromisso”,

  13. uma dica poderia disponibilizar o nome das musicas em um formato que pudesse imprinir assim fica mais facil ver qual musica nova que entrou de um mes pra outro

  14. Depois da briga de Maria Cecília & Rodolfo já era pra estar ai faz e dia 🍃✌

  15. Alemay Adesivos de Unhas

    Muita massa esse site top mesmo.

  16. me ajudem quero baixar…como faz

  17. Que pena que acabou era pra ser o 1º, e nem aqui está aff

  18. raimundo medeiros

    como faço pra baixar os videos?

  19. IVANIA WOLFF DE MEDEIROS

    EU AMO MUSICAS ESCUTO O DIA INTEIRO ABRAÇOS AMIGOS

  20. GOSTARIA DE BAIXAR COMO FAÇO

  21. Gostaria de poder baixar para ouvir no carro tbem, muito bom.

  22. Como posso abaixa essas musica? Top muito bom esse sit 👏👏👏

  23. Muito bom, gostei da ideia, só assim a população tem acesso a algo de bom sem ter q pagar .

  24. Muito bom, amei todas.

  25. Vitória como faço pra baixa todas
    Música obrigado!

  26. muito boa as musicas adorei consegui baixar todas elas ….
    adorrrroooo
    gente quem não conseguiu baixar as musicas que queria responde aqui nos comentários que falo como baixar ok
    ………………………. bjoooooooooooosssssssssssssss

  27. Gente eu adorei o siti e incrivel a pra disser a verdade todos gostaram so esse idiota q nao gosto nao sei nem oq ele ta fazendo aqui pq nao da pra reclama de nada bjs a eu queria falar um negocio eu adoro todos os cantores mais. Eu prefiro um dos gatos da qui ze felipe ti adoro eu sou sua fan 🙂 #TE AMO ZE FELIPE. 😀

  28. AAh não tiu .. ta errado isso aew, devia ser, “Meu corpo da sinal” (A MUSICA FLW, PIRA NÃOO)lá em primeiro do Pedro Paulo E Alex Flw !!! -‘-

  29. Boa noite! sou nosso por aqui, como faço para baixar as musicas??? obrigado.

  30. Como faço pra baixar todas as músicas?

  31. parabens o pessoal que trabalha nesta programação bom de mais

  32. as musicas sao maravilhosas muito boas

  33. muito bom

  34. muito legal esse site adoro musicas sertanejas sou fã .

  35. Poderia ter a opção baixar!

  36. Já que meu comentário é muito importante! Eu amo muito este site, sempre estou acessando ele e ouvindo as belas músicas sertanejas, eletrônicas e internacional, sempre as top, porém ultimamente não estou gostando tanto por conta dos anúncios, muito anúncio, antes ouvia-se músicas direto sem anúncio isso sim era legal, mais hoje está muito ruim com esses anúncios. Lamentável ter que vim direto no no site para pular os anúncios, antes era música direto, só top muito legal, hoje está péssimo!
    Que meu comentário seja aceito com sucesso!
    Mais amo este site, gostaria apenas se não houvesse anúncio, certo que precisa para manter o site no ar, mais que não fosse entre a passagem de uma música para outra, está igual ao youtube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *